5 dicas para economizar na escolha do hotel

Após a compra das passagens, o item mais importante no planejamento da sua viagem é, sem dúvida, a hospedagem. Independente do estilo de viagem que se tenha em mente, você vai precisar de um lugar pra dormir. Tenho algumas dicas para você!

E esse item pode custar muito caro se você não tomar alguns cuidados. Mas sei que muita gente fica perdido, sem saber por onde começar a procurar. Vem que eu vou te contar como economizar com hotel daqui pra frente.

Quando a gente viaja sem poder esbanjar, é bom ficar atento a alguns fatores que podem ajudar a encontrar o melhor custo-benefício e pagar a tarifa que melhor caiba no seu bolso. Eu mesma sempre procuro pesquisar muito antes de fazer a reserva e assim economizar o máximo possível.

Por isso resolvi listar o passo a passo que eu pessoalmente adoto nas minhas pesquisas de hotéis (se você quer aprender a encontrar o melhor hostel, não perca essas dicas aqui).

A minha escolha final vai depender muito da situação financeira em que me encontro. Mas uma coisa de que não abro mão é um mínimo de conforto, pra poder descansar depois de um dia exaustivo turistando por aí.

Passo a passo para escolher seu hotel e economizar

Então, a primeira coisa a se fazer é: identificar quais são os seus pontos de interesse na cidade.

Onde ficam os museus, parques, monumentos, praias etc. que você gostaria de conhecer. Uma ferramenta muito útil pra isso é my maps do Google. Lá você pode criar seu próprio mapa e incluir os locais que fazem parte do seu roteiro.

A partir daí, você terá uma noção da distância entre esses locais e poderá definir quais seriam os melhores bairros pra se hospedar.

No entanto, esse critério não pode ser considerado isoladamente.Se a oferta de transportes na cidade for boa, você não precisa se hospedar ao lado da Torre Eiffel, por exemplo.

Só pra ilustrar: em Paris, devido ao excelente serviço de metrô, se você ficar próximo a uma estação, conseguirá de locomover facilmente até os pontos turísticos mais famosos da cidade.

Portanto, o segundo aspecto a ser considerado é: proximidade do metrô e/ou oferta de ônibus e bondes.

Verifique também a acessibilidade do local. Um exemplo: em Lisboa, alguns bairros ficam no alto e pra chegar você tem que subir uma boa quantidade de ladeira.

Isso pode implicar num gasto extra com táxis, caso você não queira subir a pé ou se não houver bonde. Se você for alugar um carro, este fator deixa de ser importante na sua pesquisa.

Como economizar com hotel

Muita atenção à questão da segurança. Se o preço estiver baixo demais, desconfie.

Hospedagens ao redor de rodoviárias, por exemplo, costumam ser mais baratas, mas nem sempre o local é seguro à noite. Fique ligado!

Procure pesquisar as características dos bairros mais turísticos da cidade. Se a região for mais boêmia, é possível que haja muito barulho à noite e causar incômodo na hora de dormir. Se essa for a sua escolha, não deixe de levar um protetor auricular, para não ser surpreendido (na verdade, essa é uma dica que se aplica em qualquer caso: sempre leve um protetor auricular. Imprevistos acontecem 😉 )

 A questão financeira

Identificados os bairros mais plausíveis pra se hospedar, chegou a hora de pensar na grana.

Qual é o seu orçamento pra hospedagem? Pegue o valor que você tem destinado para isso e divida pelos dias de duração da viagem. Assim, você terá uma média de quanto pode gastar por dia.

A ferramenta que eu uso e que recomendo é o site do booking.com, que reúne mais de 800 mil opções de hospedagem no mundo inteiro. O site permite filtrar sua busca por localização, faixa de preço, avaliação dos hóspedes, categoria do hotel, dentre outros.

Além disso, o booking adota a política do melhor preço garantido, ou seja, se você encontrar um preço menor, o booking cobre a oferta, obedecidas as regras do programa.

Com o seu orçamento em mãos, fica fácil filtrar as hospedagens que se encaixam naquele valor. Lembre-se de organizar a busca pelo preço mais baixo primeiro.

Mas atenção: é sempre importante definir qual é a sua prioridade. Se o orçamento está muito apertado, fica difícil se hospedar na melhor localização. Você vai ter que abrir mão de alguma coisa.

O que eu costumo fazer é: defino uma lista colocando em ordem as regiões que mais me agradam (da melhor para a pior). Daí eu procuro na região número 1 se tem algum hotel que caiba no meu orçamento.

Se não tiver, abro duas opções: aumentar um pouco o valor que posso gastar ou passar pra segunda região que escolhi, e assim sucessivamente, até que encontro um local que me agrada e caiba no meu bolso.

Avaliações anteriores

Outro fator que costuma pesar na minha decisão  é a avaliação dos outros hóspedes.

Todo hotel ganha uma nota média, baseada nas avaliações que recebe dos hóspedes anteriores. E é de extrema importância que você leia as mais recentes. Verifique dentre os pontos negativos se isso é relevante ou não pra você. Talvez não seja. Por exemplo, se alguém reclama que o café estava ruim, mas você nem bebe café, tanto faz, não é mesmo?

Um site que eu simplesmente amo e sempre uso para conferir a avaliação de outras pessoas é o Tripadvisor. Você certamente encontrará lá outras avaliações do mesmo hotel que encontrou no Booking.

Mas, Karol, por que pesquisar em dois sites diferentes? Não sei você, mas eu gosto de fuxicar tudo que posso antes entregar meu rico e suado dinheirinho pra alguém.

É com essas avaliações, por exemplo, que você terá uma ideia se o hotel é realmente confortável, se os funcionários são agradáveis, se são solícitos em resolver imprevistos, se a localização é realmente boa ou não.

Os hóspedes costumam comentar sobre a oferta de transporte, se dá pra fazer tudo a pé ou se é imprescindível estar de carro entre outras questões.

Então lá vai mais uma dica: nunca confie somente nas fotos das Internet! A decepção pode ser grande. No próprio Tripadvisor há fotos reais de clientes e fotos da gerência. Compare bem!

Nas minhas buscas, sempre procuro um hotel que tenha nota mínima de 7. Esse é o meu ponto de partida e vou refinando a pesquisa até encontrar o melhor custo-benefício pra mim.

Tarifa e condições de pagamento

Calma, você não vai fazer sua reserva ainda!

Antes de concluir o pagamento, verifique as condições da tarifa encontrada. Muitas vezes, as tarifas mais baixas apresentam restrições como impossibilidade de reembolso, café da manhã não incluído, banheiro compartilhado. Cabe a você definir se vale a pena ou não.

Como economizar com hotel

Observe também as condições de pagamento: o valor deve ser pago antecipadamente ou somente no hotel? Se houver possibilidade de cancelamento, até quantos dias antes da viagem posso cancelar? Leia a página toda pra não passar perrengue depois!

Espero que isso te ajude na hora de encontrar o hotel da sua próxima viagem e que você consiga economizar!

Recapitulando os critérios para economizar com hotel:

1 – Localização (pontos turísticos, transporte, segurança)

2 – Orçamento

3 – Avaliação dos hóspedes

4 – Condições da tarifa

5 – Condições de pagamento

E você, o que leva em consideração na hora de escolher seu hotel? Tem mais alguma dica? Compartilhe nos comentários com a gente!

E não se esqueça do Seguro viagem!!

Tour gratuito, visitas, ingressos e passeios? Temos!

Vai de ônibus? Experimente a Flixbus.

Quer viajar mais? Cadastre seu e-mail aqui e não perca nenhuma dica!

Como economizar com hotel

Mais algumas dicas