Acredite, a praia dos Galapinhos em Setúbal, na Serra da Arrábida, foi considerada pelo European Best Destination a melhor praia da Europa em 2017. E claro, eu tinha que passar que por lá para conferir e te contar o que encontrei. E não foi propriamente fácil de encontrar, mas valeu cada segundo.

Para início de conversa, a praia dos Galapinhos fica na Serra da Arrábida, que fica na península de Setúbal e que é considerada parte da grande Lisboa.

Sabe a margem sul do Rio Tejo? O outro lado do rio, que normalmente todo turista vê quando chega a Lisboa? Esse “outro lado” do rio já é a sub-região de Setúbal: Alcochete, Almada, Montijo, Palmela, Seixal e alguns outros. É tudo do lado de lá!

Agora imagine uma serra onde o ponto máximo tem em torno de 500m de altitude, o clima é temperado mediterrânico, é banhada pelo oceano atlântico e tem uma sequência de praias apaixonantes de dar dor nas vistas de tão azul o mar? Xeque-mate.

“Aqui está” a praia dos Galapinhos.

COMO CHEGAR

DE CARRO:

A partir do momento que você chega à Serra da Arrábida, encontrar praias não é o problema. Mas até lá, faça conta de 1 hora, 1 hora e meia vindo de Lisboa.

Indo de carro, o primeiro passo é escolher por qual ponte passar, ou a 25 de Abril ou a Vasco da Gama. A 25 de Abril é aquela vermelha que parece a Golden Gate e a Vasco da Gama é a outra. Só há essas duas dentro da zona central de Lisboa.  Se você vier do norte de Portugal, passando por Vila Franca de Xirá, também há uma passagem, mas não sei se compensa em pedágio (portagem) e em distância.

Calculando o caminho do Terreiro do Paço (Praça do Comércio) até a praia, são 50 Km pela ponte 25 de Abril e 72 Km pela ponte Vasco da Gama. Depende do seu ponto de partida em Lisboa.

Lembre-se que em qualquer um dos caminhos paga-se a taxa da estrada. Para carros da classe 1, que é a maioria dos carros de 5 lugares, custa 1,75 um trecho.

Confira aqui os preços e as categorias para outros veículos.

Na ponte Vasco da Gama, a classe 1 paga 2,75 e se quiser conferir outras classes, no mesmo site que indicamos aqui em cima tem. Clique no menu do lado esquerdo no próprio site.

Vá devagar pela Serra, são muitas curvas e um visual de distrair qualquer motorista. Para uma brasileira de Minas Gerais, mineira apaixonada pelas curvas na estrada, não foi sofrimento nenhum andar pela Serra.

Mas para que não está acostumado, vá com calma. Até porque não vale a pena correr no paraíso ( já basta correr de segunda a sexta). Passando por Azeitão, você pode vir por dentro da Serra e após descer um bom pedacinho, passando pela indústria Secil, subir sentido Setúbal > Galapinhos, passando primeiro pela praia da Figueirinha e dos Galápos, ou vir pela beira da Serra de cima para baixo passando pelo portinho da Arrábida. GPS funciona na maior parte do trecho ok?!

DE BARCO + COMBOIO (TREM)

Grande viagem! Pra início de conversa. Se você não tem como ir de carro, ir aos Galapinhos não é propriamente a melhor ideia do mundo. Mas se quiser encarar a aventura na mesma, vamos embora que aqui não tem tempo ruim pra ninguém!
O caminho que encontrei de sugestão perguntando alguns amigos que moram em Setúbal foi:

• Pegar um comboio – trem da Linha vermelha Roma- Areeiro Setúbal partindo de Lisboa ( Confere no mapa em quais as estações o trem para) até Setúbal. Operado pela Fertagus o preço unitário de cada viagem sai a 4,45 (8,90 euros no total).

• Pegar um barco operado pela Transtejo no Terreiro do Paço, e atravessar até a estação do Barreiro. A viagem dura mais ou menos 30 minutos e custa 2,35 euros cada viagem. Chegando ao Barreiro pegue comboio-trem da Linha azul Linha do Sado que custa 2,20 cada viagem. Se quiser conferir o restante dos preços clique aqui.

DE AUTOCARRO (ÔNIBUS):

Fica mais fácil assim:

Carreira 561 Lisboa – Setúbal (via Pte 25 de Abril)

bilhete simples (Setúbal – Lisboa) passa de € 4,30 para € 3,95 (valor promocional)

Carreira 562 Lisboa – Setúbal (via Pte Vasco da Gama)

bilhete simples (Setúbal – Lisboa) passa de € 4,30 para € 3,95 (valor promocional)

Carreira 563 Lisboa – Setúbal (via Pte Vasco da Gama e Pinhal Novo)

bilhete simples (Setúbal – Lisboa) passa de € 4,30 para € 3,95 (valor promocional)
bilhete simples (Pinhal Novo – Lisboa) passa de € 3,45 para € 2,95 (valor promocional)

O link para consultar outras informações é esse aqui .

CHEGAMOS A SETÚBAL? OK! Metade da viagem está feita.

Na estação de comboio de Setúbal pegue o autocarro (ônibus) 723 A sentido Praia da Figueirinha. É o mais próximo da praia de Galapinhos que há.

Pelo menos até onde descobri! De lá são 2,1 Km pela beira da estrada. Não há um caminho próprio para pedestres, mas já vi muita gente passar a beira mar a pé. Mas atenção, são 2,1 Km de sobe e desce dignos de uma serra. Com muito sol e calor, 2 km parecem 10!!!!

Ainda não cansou? Hora de fazer uma pequena trilha!

A PRAIA DOS GALAPINHOS

Quem disse que o caminho acabou? Você está no meio da Serra amigo, praia é ladeira abaixo e não reclame.
Independente do sentido que você veio, verá a placa “Galapinhos”, a descida é logo após a placa para quem vem de baixo para cima.

A placa da praia dos Galápos na divisa das praias.

Normalmente há pessoas descendo ou subindo a trilha, na dúvida pergunte, mas não tem muito segredo. O caminho é bem aberto, não é mata selvagem, mas também não há um passeio, todo feitinho aà medida com corrimão e apoio.

Wild and free!

Dica máster: Vá de tênis e tire o chinelo assim que chegar na areia. Garanto que vai fazer muita diferença. Principalmente na subida.

5 minutos descendo e lá está ela. A praia dos Galapinhos: tons de azul, areia limpa ( pelo menos por enquanto) e pouca extensão de areia.

Encontre um cantinho para colocar suas coisas e se jogue. A maré costuma subir bastante ao longo do dia. Então fica esperto com as suas coisas.

Aliás, deixar as coisas na areia e ir dar uma volta é muito comum.

Em Portugal as praias costumam ser tranquilas e seguras e nas praias da Serra da Arrábida também. Mas como boa brasileira desconfiada que sou, se eu for dar uma volta mais longa e não tiver ninguém da turma por perto, levo pelo menos o documento e um cartão com dinheiro.
Seguro morreu de velho!

ALIMENTAÇÃO

Na praia dos Galapinhos há um pequeno bar, com bebidas e sorvetes. Não cheguei a ver opções de comida. Mas a notícia boa é que aceita pagamentos em cartão multibanco, ou seja, um cartão de um banco europeu aderente à rede multibanco. Internacional, não tenho certeza! Nada como levar dinheiro em espécie.

Se bater aquela fome louca e quiser experimentar um restaurante pertinho da praia, caminhe para o lado esquerdo da praia sentido praia dos Galápos, em direção às pedras.

Chegando à praia vizinha, há dois restaurantes muito conhecidos: “ O João” e o “Ondagalapos”.

No “O João” fui ao balcão conversar com uma das funcionárias e não gostei do atendimento. Pouca simpatia é elogio. Os preços não são os mais baratos do mundo, mas são pagáveis para um dia de férias.

Então segui pela praia e fui ao Ondagalapos, percorrendo um caminho de madeira que há logo à frente da saída do restaurante O João.

O Ondagalapos tem um espaço muito confortável, há cadeiras, tendas e diversas opções de comida. Desde saladas até peixes e mariscos. Os preços não fogem muito ao vizinho e a fila estava enorme. Acabei desistindo e voltei para a praia.

Mas pela quantidade de pessoas que havia no Ondagalapos, deduzi que era melhor. Arrisca lá e conta pra gente!

“NO FRITAR DOS OVOS”

A praia dos Galapinhos vale a visita por vários motivos: Pela cor da água, pelo ambiente tranquilo, pelo mar sem ondas e é ideal para crianças.

Vale a pena levar uma boia e aproveitar o balanço leve do mar.

Na minha visão é uma praia de fácil acesso, mas que não tem caminho facilitado para cadeirantes ou pessoas com dificuldade de locomoção.

Também não é uma praia de grandes atrações, com grande extensão de areia ou eventos. É uma praia tranquila e um dia basta para aproveitar.

Se quiser aproveitar outras praias na região, há camping nas proximidades e hospedagem de todos os gostos em Setúbal.

Gostou da dica? Já conhece os Galapinhos? Conta pra nós!

Quer viajar mais? Cadastre-se aqui e não perca nenhuma dica: