Como imigrar para Portugal – Primeiras informações

Como é viver fora do Brasil, ter filho, casar e estar longe de quem amamos? Não tenho o elixir da imigração perfeita, mas posso te dizer como é na prática.

Como imigrar para Portugal

Já faz quase 4 anos que larguei meu país e resolvi me aventurar em Portugal. Muitos planos mudaram mas o maior deles era ser feliz e esse continua vivo.

Desembarquei em Lisboa pela segunda vez naquele fim de julho, meio do verão europeu, com 3 malas enormes e uma visão imatura do que era a vida.

Em tempos de política desonesta e corações saltitantes, imigrar é uma solução para muita gente.

Não posso dizer que não é, mas também não serei hipócrita de não contar das lágrimas que correm soltas ao longo do inverno ou quando cai aquela chuva com cheiro de saudade.

Mas hoje eu sou família e isso é único. 

Familia Bons Ventos me Levam

Trabalhar em Portugal

A maioria de nós meros mortais precisamos dar duro para viver, trabalhar 8, 9, 10 horas e mesmo assim não receber o que é devido.

Em Portugal não é diferente, inclusive, a quantidade de jovens com mestrados trabalhando em cafés é enorme.

Se você acredita que é hora de imigrar esteja preparado para trabalhar no que vier: Restaurantes, recepções de hotéis, bares e até distribuidor de publicidade na rua, é o que mais tem por aqui.

É claro que a sorte e os fatos são individuais, conheço pessoas que já chegaram e conseguiram um bom trabalho na sua área de estudo. Engenharia, enfermagem e até publicidade.

Mas por via de regra essa não é a realidade da maioria, principalmente se não houver uma formação a nível superior devidamente reconhecida.

Mas nada, nadaaaaa mesmo impede alguém de chegar em Portugal e estudar, conseguir um bom emprego e crescer profissionalmente e principalmente crescer a nível pessoal.

A média salarial  em Portugal é relativamente baixa. Sim, sad but true. Vagas que pagam  600 euros líquido tem aos montes e outras tantas que pagam 500 também. Por 8, 9 horas de trabalho com folgas rotativas.

Alguns setores pagam um valor a hora melhor, como o das limpezas ou part-time em grandes redes de supermercados. Só o supermercado continente que não aceita estrangeiros, mesmo legalizados. Informações que tive de um  funcionário lá de dentro. Porquê? Tenho minhas teorias mas fica para outra hora.

Alguns setores pagam melhor, como o setor da engenharia e da TI.

Na área  da saúde os salários são polêmicos mas são melhores que a grande maioria.

Se você tem nacionalidade portuguesa, pode optar por concursos públicos. Eles estão disponíveis no site do BEP – Bolsa de emprego público.

Fique atento aos regimes e condições, pois eles tem algumas  diferenças dos concursos brasileiros.

Moradia

Alugueis em Portugal tem sido uma novela mexicana  temperada a absurdos. Em Lisboa, o fenômeno é pior!

Quartos a 400 euros – o salário mínimo não chega aos 600, apartamentos de 2 quartos a 700, 800 euros e uma infinidade de requisitos: 3, 4 meses de caução, fiador, contrato de trabalho, provas de que está em Portugal a mais de 1 ano ( morando na rua né?! ) e outros absurdos.

Sem falar na concorrência desigual entre os franceses e ingleses que chegam, oferecem um valor maior e ficam com o imóvel ou com o quarto.

O jeito é ir para fora de Lisboa e para as regiões metropolitanas. Que também não estão baratas e nem possuem muitas opções.

bonsventosmelevamPortugal

Existem alguns projetos do governo português e da câmara de Lisboa para auxiliar na moradia e em outras cidades de Portugal também. O Re-Habitar  é um dos modelos de projetos daqui de Lisboa mas você precisa preencher alguns requisitos relativamente ao seu contribuinte.  

Também pode dar uma olhada no arrendamento social RRAHM , o Renda Convencionada e o Porta 65 – Arrendamento Jovem. Para quem está imigrando logo de primeira, não costuma ser a melhor opção e nem permitir de acordo com a situação de cada um. Aconselho ler o edital com calma e na dúvida, pedir ajudar no CNAI – Centro Nacional de Apoio ao Imigrante

Transporte

Em Portugal a qualidade e o preço do transporte variam muito de cidade para cidade. Em cidades mais interioranas como Leiria, a grande maioria das pessoas tem carro e por 1000 euros você consegue um ( Manutenção é outra história!!!), não é o topo de gama, obviamente, mas vai saciar sua necessidade básica  de se locomover, status fica para próxima ( verdade nua e crua passando na sua tela).

Em grandes cidades como o Porto e Lisboa a média  dos passes de transporte público rondam os 40 euros para a zona principal, chamada L em Lisboa. Os principais transportes em Lisboa são operados pela Carris e pela CP – Comboios de Portugal

Nas zonas adjacentes operam também a barraqueiro e a Rodoviária de Lisboa entre outras. Recomendo instalar a APP Lisboa Viagem e conferir todos os transportes das zonas metropolitanas de Lisboa. 

Na medida em que você for para fora dessa zona, os valores vão aumentando e se você precisar usar o comboio ou o barco que leva à margem sul do Rio Tejo, precisa fazer um passe combinado. Mas faça conta de 40 a 100 euros de passe dependendo da zona de residência.

Se você for estudante e tiver até 23 anos tem o um passe da Carris que custa em torno dos 27 euros. Mas só até os 23! 

Quanto aos combustíveis, o valor anda variando muito, então vai depender de qual posto você abastece e se tem algum programa de desconto como do cartão jovem da caixa geral depósitos ou do supermercado continente. Em menos de 1 ano chegamos a abastecer por 1,20 e depois por 1,45 o litro.

Aconselho ver nesse site aqui os preços do combustível, inclusive, o site é da Direção Geral de Energia e Geologia. 

Documentação

Dependendo do regime de documento que você se enquadra você terá certas permissões ou não, por exemplo, trocar a carteira de motorista.

No caso de Reagrupamento familiar, que é o meu caso, a documentação  custou menos de 20 euros e é válido por 5 anos. Quando eu tinha de estudante universitário superior a renovação era feita de ano em ano por causa do meu regime do curso e o valor quase chegava aos 100.

Então consulte o “amoroso” SEF – Serviço de Estrangeiros e Fronteiras,  para saber. 

Se a sua ideia é entrar em Portugal como turista, que é o que maioria faz, e depois se legalizar fique de olho nas leis e abrigos. ELES MUDAM MAIS QUE O HUMOR DE GRÁVIDA! 

É possível porque muita gente faz mas é muito trabalhoso e cansativo o processo. Recomendo ler esse documento aqui sobre esse processo de imigração: Artigo 88º 

Outros documentos no consulado brasileiro também  arrancam o couro: 132 euros um passaporte brasileiro (2018-2019), 30 euros uma procuração, 30 uma troca da certeira de motorista ( porque depois tem que pagar mais  o IMT) e por aí vai. 

Então faça as contas dos documentos necessários! 

Saúde pública

É fácil ser atendido? Mais ou menos!

Vamos ser realistas, a saúde pública em Portugal está em crise. Muitas greves e falta de profissionais. Quando contei sobre a minha gravidez expliquei um pouco sobre isso e sobre quando falei sobre o parto também.

No Brasil você pode pedir o famoso PB4 que se chama Certificado de Direito à Assistência Médica (CDAM)  ou fazer um seguro particular como o da real seguros que é nosso parceiro e temos ótimas referências de quem já usou.

 

Quando chegar aqui precisa  ir a um centro de saúde que atende a sua residência e pedir um número do SNS para ser atendido.

Os valores baixos e iguais aos dos portugueses valerão no período do seu PB4, após isso ou você desconta e é atendido como nacional, ou pagará o valor cheio. Não consigo te garantir como será sua situação após vencer o prazo de turista. Algumas pessoas dizem que são atendidas, outras dizem que não.

Eu te recomendaria ir ao CNAI ( Há em Lisboa e no Porto) e pedir ajuda.

Nos hospitais,  por lei, você é obrigado a ser atendido. Mas quanto aos valores não sei te confirmar exatamente  quanto será.

Se puder pagar um particular, faça conta de consultas a 100, 150 euros. O que for menos, lucro.

De qualquer forma, existe o Saúde 24, que é um atendimento por telefone gratuito e que você pode pedir orientação, mas já adianto, nenhuma enfermeira vai te aconselhar a auto medicação ou outro procedimento de diagnóstico. O que vai acontecer é um aconselhamento e depois ela vai te encaminhar para um hospital de acordo com sua localização. 

Em casos extremos é diferente, mas provavelmente eles vão te ajudar com medidas preliminares e vão chamar um bombeiro. 

Alimentação

Quando eu morava sozinha eu conseguia fazer uma compra do mês,  que acabava durando mais que isso, por 80, 70 euros. Porque? Eu cozinhava muito em casa, aproveitava  as promoções e campanhas dos supermercados e aderia aos cartões de desconto e de acúmulo de pontos ou valores.

O Jumbo é um excelente supermercado e  nele consigo boas promoções, mas ele não tem em todas as cidades e nem mesmo nos grandes centros. Em Lisboa, por exemplo, ele fica mais afastado. Se você não tiver carro e precisar pagar a entrega ou comprar online, pode não compensar. Compare! 

O Lidl (que é alemão), o Continente ( minha compra aqui sempreeee sai mais cara!!), Pingo Doce e Minipreço são os supermercados mais comuns. ( Se quiser um comparativo de preços e de qualidade comenta aqui no final do Post para gente saber).

Por norma o Pingo Doce sai mais barato e o Lidl tem campanhas que compensam. O jeito é ficar de olho mesmo.

Aldisupermercadobonsventosmelevam
Foto: Aldi

 

Eu tenho uma paixão pelo Aldi que é Alemão e é muito forte em outros países, inclusive quando estive na Alemanha eu queria comprar tudo que via no supermercado. Mas para o meu orçamento em Portugal, fazer compras grandes lá, não rola. São mesmo compras pontuais. 

Bills ( Boletos)

Energia elétrica 

Já vou começar te contando que energia em Portugal é caro praC….. sim, isso aí.  

E aqui rola uns esquemas de enviar a leitura. POR FAVOR, NÃO DEIXEM DE MANDAR A LEITURA MENSAL DA LUZ.

Porque se não, depois chega uma continha de 600 euros de luz e você enfarta e vai brigar com a prestadora. A culpa foi sua e vai ter que negociar e parcelar. Sinto te dizer!

Chama-se estimativa e as empresas te agradecem se você fizer isso, mesmo que você vá reclamar e consiga receber o acerto depois.

Empresas comuns em Portugal ( agora que o mercado abriu para livre concorrência e colocou a EDP para correr atrás do prejuízo): EDP, Endesa, Iberdrola, Galp e outras menores que posso comparar depois para vocês. 

Água

Por norma não é muito cara, se você não tiver uma piscina com cascata em casa, pode conseguir valores na casa dos 20 e 40 euros.  O que vai variar são as taxas.

Municípios como o de Vila Franca de Xira que ficam na região metropolitana de Lisboa, tem taxas menores. 

Principais empresas: São muitas, muitas mesmo. Cada região costuma ter uma. Em LX a EPAL é a principal. 

( A água em Portugal acaba com meu cabelo, com minha pele e com minhas unhas!!! Depois disserto sobre!)

Gás

Depende se sua casa é botijão ou gás encanado e se seu esquentador é inteligente e novo ou se precisa ser desligado. Se você tem botija como chamamos em Portugal, não é automática e você esquece de desligar, provavelmente vai durar menos tempo.

De modo geral, a botija de gás dura mais e acaba saindo mais barato nas minhas experiências anteriores. Porque? Não há taxas da empresa e derivados. Parte ruim: se acabar e você não tiver onde comprar ou tiver uma reserva em casa, dançou.  Já me aconteceu!!!

Empresas que fornecem gás: Também há algumas mas a principal é a GALP que tem quase o monopólio da P. toda! 

TV, NET E VOZ

Graças ao bom Deus, há boas promoções e preços e a minha internet é ótima. Até porque, eu não fico jogando loucamente ou baixando arquivos feito maluca.

Minha net é mesmo para uma sagrada Netflix, blogs, YouTube, websites e coisas nesse rumo e funciona muito bem!

No mercado português as mais comuns são: Vodafone, MEO ( que vive mudando de nome), Nos e a NOWO.

Média de valores? Você consegue um pacote de Net, TV e Voz por 29,90 euros. Canais básicos na TV, plano de voz mais simples e internet bacaninha.

Se você não passa muito tempo em casa, joga muito Pokémon GO e usa muito o telefone, vai acabar pagando um pouco mais. O jeito é ir negociando com as empresas.

Já comprou as malas para a viagem? Vem conferir aqui promoções mesmo TOPS!ir?t=blogbvml 20&l=ur2&o=33

Reservas financeiras

Traga o quanto puder!!! Dinheiro quanto mais melhor. Parece feio falar isso, mas é a verdade.

Você praticamente começa do zero quando imigra, precisa comprar desde uma vassoura até um ferro de passar roupa – se você quiser trazer  na mala, aí é com você 🙂

Faça as contas sobre a sua média de gastos e sobre a suas necessidades. Estabeleça um tempo médio para o dinheiro, exemplo: 6 meses a viver com o mínimo  e depois vá poupando do trabalho que conseguir.

Resumindo a treta toda: É POSSÍVEL IMIGRAR SIM!

Lembre-se, cada um tem um percurso diferente e o que não deu certo para mim, pode dar para você e vice-versa.

Precisa é de muita coragem e paciência. Boa sorte!!

Mais dúvidas? Manda para gente!

 

Hospedagem perfeita? Excelentes opções aqui

Precisa alugar um carro? Rentalcars

Vai de ônibus? Experimente a Flixbus

E não se esqueça do Seguro viagem!!

 

*Ao reservar com um parceiro através dos nossos links recebemos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog a se manter sempre atualizado com novas dicas de viagem. Obrigada! =)

Quer viajar mais? Cadastre-se aqui e não perca nenhuma dica:



COMO IMIGRAR PARA
PORTUGAL

 

 

 

Mais algumas dicas