O que visitar em Lisboa em 2, 3 ou 5 dias com dicas indispensáveis! 

Isso é um post? Também, isso é quase um guia para conhecer LX. Surpreenda-se com o melhor roteiro de 2,3 ou 5 dias em Lisboa com direito a muitas dicas, descontos, além de listas exclusivas sobre o que visitar em Lisboa.

A viagem para Portugal está chegando e todos os temas sobre a capital portuguesa ainda são um mistério? O que visitar em Lisboa, onde comer, o que conhecer, como chegar? Calma, temos respostas para te preparar para viver experiências incríveis em Lx. (Aliás, já sabe porque falamos LX para Lisboa?) 😜

Fica de olho que no decorrer do texto compartilharemos links de conteúdos extras, dicas e promoções para ajudar você no planejamento para a sua próxima viagem à Lisboa. 😉

Lisboa, Portugal

Fixe ou giro?!

E assim começamos a descrever Lisboa. Cidade histórica e repleta de encantos. 

Estamos falando de uma cidade que além de ser a capital de Portugal, também é a principal cidade portuária, comercial, política e turística do país, com mais de 85  km2 por conhecer

E quando falamos conhecer é literalmente “bater canelinha”, assim como fazemos em diversas cidades europeias – ou não, quando viajamos.

Lisboa também não passou batida pelos Patrimônios culturais da Unesco, muito pelo contrário, alguns pontos turísticos bem populares entre os residentes e visitantes como a Torre de Belém, o Mosteiros dos Jerónimos e outros foram incluídos na lista da Unesco e são definitivamente imperdíveis para qualquer turista a passeio. 

Sem contar as mais de 3.000 atrações disponíveis na região! Não é à toa que a cidade foi premiada como o “Principal destino urbano da Europa em 2024” pelo World Travel Awards.

Confere só esse reels da Isa e me diz se essa vibe lisboeta não contagia qualquer um?!

Você encontrará uma cidade com presença forte da cultura e das tradições portuguesas, com pouco mais de 2.8 milhões de habitantes, entre portugueses e estrangeiros.  E uma cidade cosmopolita, ou seja, com diversidade de culturas, atrações, restaurantes, museus e viajantes. 

Bateu aquela vontade e curiosidade de passar por Lisboa?Já abre o bloco de notas para anotar as dicas sobre Lisboa. Com certeza vão facilitar a sua viagem! 😉

Informações & Curiosidades sobre Lisboa

  • Fuso Horário em Portugal

O fuso horário de Portugal é de acordo com o (GMT) o mesmo fuso horário de Londres, que está a 4 horas a frente do (EST). Lembrando que no final de março, os relógios avançam 1 hora e voltam ao (GMT) no final de outubro.

  • Quando ir à Lisboa

Inverno (Novembro a  fevereiro) ❄️– Pode ser considerada uma baixa temporada de forma geral, já que é uma época de frio, e os europeus “reagem” ao sol (risos). Mas dependendo do lugar onde você for, pode ser considerada alta temporada. Como é o caso da Serra da Estrela.  Nessa altura do ano o tempo é mais úmido (beeeeeeeeeeem mais úmido) e a ventania é inconfundível. 

Sim, Lisboa venta como se fosse a esquina do mundo, só deve perder para Irlanda. Acaba que a cidade fica um pouco mais sossegada, com exceção ao período de Carnaval. Mas não é regra, já que no período do Natal as feiras e luzes atraem muitos turistas, mesmo que o convite seja para congelar o nariz nas luzes do Terreiro do Paço. 

Primavera (Março a Maio) 🌷 –  Essa é mesma a estação perfeita para explorar Lisboa. Os parques estão floridos, os dias são amenos e até ensolarados sem contar nos preços de tudo na cidade que ainda não estão ajustados para alta temporada. Podem ocorrer algumas pancadas de chuva, ali ou aqui, em alguns dias, mas já é possível até fazer praia em abril, maio. Eu já fiz! Aliás, o post sobre a Praia do Ribeiro do Cavalo, tem fotos lindas – Modéstia a parte, tiradas em abril. Lembrando que essa praia fica na AML (Área metropolitana de Lisboa). 

Verão (Junho a agosto) ☀️ – Normalmente, o clima é quente digno de um verão daqueleeeees, ou seja, dias longos de praia, festivais de verão e jantares ao ar livre. Considere o verão como alta temporada e faça um bom planejamento prévio, reserve acomodações e demais serviços com antecedência para evitar pagar mais do que deveria durante sua estadia por lá e sinceramente, de coração? Eu evitaria essa época em sua plenitude se você não gosta de confusão. Lisboa parace uma colmeia de abelha, os bares e restaurantes tem gringo saíndo pela janela – quase que literalmente e o risco de você ser atropelado por um Tuk Tuk é real! Depois não diga que eu não avisei. 

Outono (Setembro a Outubro) 🍂 – Clima agradável, eventos culturais pela cidade nada tão cheio, porém, espere por chuvas espontâneas nesta estação. Mas, atenção, já fiz praias até no mês de novembro, típico do mediterrânico e a verdade é que o clima está muito estranho. Então, a chance de você pegar uns dias de verão ainda em Setembro é beeeeeeeeem grande. Fora que os preços começam a baixar, já que a volta às aulas é nesse mês e muita gente começa a voltar à rotina.  Mesmo que não queira! C’est la vie. 

  • Qual a moeda de Portugal?

Assim como os outros 18 países europeus, a moeda oficial em Portugal é o Euro. Para viajar para Lisboa, recomendamos o uso de dinheiro físico e cartões internacionais como Wise e Nomad

Com ambos os cartões, você poderá sacar euros em um caixa eletrônico. Se pretende viajar para a Europa, já faça o seu cartão e leve com você na viagem. Até porque, dá para sacar dinheiro com o cartão Wise nos caixas eletrônicos, os famosos ATM ou Multibancos, aqui em Portugal

Aqui em PT, dá para pagar de várias formas. Com dinheiro, com cartão de crédito, com débito, e até com Criptomoedas e bitcoins da vida. Vai depender muito do estabelecimento ou do lugar onde você vai. 

  • Como usar telefone e ou Internet em Lisboa

Para se comunicar em Lisboa, se você está partindo do Brasil lembre-se de adquirir um chip internacional antes da sua viagem, já que as operadoras brasileiras vão fazer uma espécie de conversão de operadora e vão cobrar uma taxa – absurda para utilização fora do país. 

Dentro da Europa o Roaming é obrigatório. Ou seja, há alguns anos a gente viajava e pagava um absurdo para ter internet fosse na Espanha, fosse na França. Hoje, se você tem um número de telefone em Portugal e viaja dentro do espaço Schengen, sua operadora precisa respeitar as regras de utilização do seu plano. 😉 

O código de Portugal é +351, além disso uma grande quantidade de espaços públicos em Lisboa, costumam ter Wi-Fi disponível.

  • Horário médio (lê-se aproximado e relativo) de funcionamento de estabelecimentos

Bancos: 9:00h ás 16:00

Museus e monumentos: 9:00h ás 18:00/30h (verifique sempre no site de cada um antes de ir) 

Restaurantes, almoço, jantar e bares: Varia muito de estabelecimento para o outro. Mas faça conta de horários entre 12:00h às 15:00h, com a pausa da tarde e com o retorno por volta das 18:00h e com o fecho até às 3:00h da manhã. Mas verifique sempre, porque as cozinhas por norma fecham antes e alguns pedem para a pessoa se deslocar até o bar por exemplo. 

  • Dicas para economizar durante a  viagem para Lisboa
  1. Considere adquirir o Lisboa card. O cartão além de dar acesso a mais de 50 atrações pela cidade, também possibilita usar o transporte público de forma ilimitada. 
  1. As zonas ribeirinhas do Rio Tejo, em regiões como Terreiro do Paço, Cais de Sodré, Belém, Algés e Cascais, são planas e você pode optar por alugar bicicletas com preço bem em conta para ir explorando à sua maneira. Tem também trotinete/trotineta para o mesmo fim. Vai que você é a pessoa sem equilíbrio igual alguém por aqui. 
  1. Para saber o que está acontecendo de Cool e atual na cidade além de eventos e festas, confira os sites: Lisboa Secreta, agendalx.pt, Fever e Nit.pt
  1. É normal que te ofereçam uma série de entradas – Queijos, azeitonas, pão, quando você se sentar em um restaurante, porém, lembre-se que você pagará por qualquer coisa que consumir. O melhor a fazer é recusar EDUCADAMENTE se não deseja o que está sendo oferecido. Não existe pão gratuito!
  1. Apesar do idioma ser o mesmo do Brasil, o português, há diferenças no vocabulário que podem te deixar em uma saia justa durante a sua viagem. Por isso, procuramos alguns posts bem interessantes para você “atualizar o seu vocabulário” e não ofender ninguém durante sua viagem por Portugal.
Confere só os posts dos sites Descubra Lisboa, Melhores Destinos e Euro Dicas.
  1. Andar de carro pelo centro histórico de Lisboa não é uma boa! Muitas ruas apertadas, muita gente andando a pé por todo lado, raros estacionamentos e quando há, são pagos. Você pode alugar um carro sim, mas para ir por exemplo do centro de Lisboa a Belém, de Lisboa à Cascais ou para Sintra, por exemplo. No miolo, não recomendamos. 
  1. Eu ouvi PickPocket? Não pense que a segurança de Portugal é traduzida em paraíso. Tem muito furto nas zonas turísticas de Lisboa, por isso fique atento aos seus pertences. Não são por normas, assaltos agressivos ou mão armada, mas são “furtinhos”. Imagina um furtinho do passaporte? Vai dar muito ruim. Fica esperto. 
  1. No 1º domingo de cada mês, há museus que abrem gratuitamente para portugueses e residentes, e também em alguns casos, para o público geral. Ponto menos bom: Nestes dias, é quando todooooooooo mundo resolve ir passear, então a probabilidade de estar muito cheio é muito grande. 

E como gostamos de coisas muito completas e bem feitas, listamos as melhores opções de Lisboa em tópicos. Confira duas listas delas:

  • Melhores praias próximas a Lisboa
  1. Costa da Caparica
  2. Carcavelos
  3. Estoril e cascais
  4. Adraga
  5. Guincho
  6. Grande
  7. Lagoa de Albufeira e Meco
  8. Das Maçãs
  9. Ursa
Costa da caparica - o que visitar em lisboa - BVML
Costa da Caparica, Foto: Visit Lisboa
  • Passeios Imperdíveis e gratuitos por Lisboa 
  1. Conhecer as praias de Cascais e Oeiras 
  2. Passeio à beira do Rio Tejo pela zona de Belém para conhecer a Torre de Belém, Padrão dos descobrimentos e o famoso Pastel de Nata de Belém
  3. Museu do Design e da Moda (MUDE)
  4. Núcleo Arqueológico da rua dos Correios 
  5. Museu Coleção Berardo – CCB
  6. Feira da Ladra
  7. Rua Augusta e Arco da Rua Augusta
  8. Teleférico do Parque das Nações
  9. Descer a Avenida da Liberdade observando a paisagem ou a decoração de Natal. 
Queimamos a largada com algumas dicas de lugares e passeios para se fazer, mas não pense que gastamos todas nossas fichas… Agora vamos te contar o que visitar em Lisboa por região, para garantir que você não vai fazer confusão e que vai fazer uma visita harmônica. Bora checar?

O que visitar em Lisboa

Bairro Alto e Chiado

O Bairro Alto e o Chiado estão próximos geograficamente e até arriscamos dizer que são zonas complementares. No Bairro Alto há muitos bares, agito e vida noturna. O Chiado funciona muito bem de dia, muitas lojas, cafés, restaurantes, mercados de rua e de noite, começa a empurrar os turistas para o Bairro Alto. Sobe ladeira, desce ladeira. 

Elevador da Glória - o que visitar em lisboa - BVML
Elevador da glória – Lisboa

Enquanto temos um bairro de ruas estreitas e misteriosas com uma pegada boêmia no Bairro Alto, com noites agitadas entre tascas, restaurantes e lojas alternativas, o Chiado é totalmente o oposto. 

O Chiado tem uma pegada mais sofisticada e bem cosmopolita no movimento do dia a dia de turistas e residentes – cada vez menos. A atração do bairro fica por conta de visitar lojas vintage, bistrôs, além de bisbilhotar as diversas expressões artísticas na região dentre ateliês, galerias de arte e design ou encontrar alguns lugares bem “fixe” para se explorar.

O que visitar em Lisboa no Bairro Alto e Chiado 

  • Convento do Carmo
  • Museu Arqueológico
  • Miradouro de São Pedro de Alcântara
  • Museu do Chiado
  • Elevador da Glória, Igreja e Museu São Roque
  • Elevador da Bica
  • Miradouro de Santa Catarina
  • Fado In Chiado
  • Zé dos Bois
  • Mascote do Atalaia
  • Tradicional Café “A Brasileira”
Se você não é adepto a turistar sozinho, aproveite e já reserve um tour gratuito pelo Bairro Alto e Chiado na Civitatis!

Para te mostrar um pouco do “mood” dessa região, encontramos esse vlog bem rapidinho e incrível do Robson Gomes. Confere só e me diz se o Miradouro de Santa Catarina não é mesmo imperdível para um fim de tarde.

Baixa & Rossio

A zona da Baixa Lisboeta ou baixa pombalina como é muito conhecida devido ao lendário primeiro-ministro Marquês de Pombal, responsável pela reconstrução de toda a Baixa e não só. E sim, esta é uma região muito conhecida pelos locais e onde acontecem várias comemorações nacionais, como a celebração do dia da Liberdade, o 25 de Abril. 

A baixa é uma mistura do “fim do Chiado” com as zonas adjacentes de Santa Apolónia e Cais de Sodré. Aqui estão restaurantes e confeitarias muito conhecidos e não tão baratos assim, além de uma das das principais, se não a mais simbólica, praça da cidade: a Praça do Comércio ou Terreiro do Paço, que se conecta à região do Rossio.

 O Rossio já foi em tempos uma região muito badalada e sinceramente, acaba ainda por ser, principalmente na época das tradicionais festas dos santos populares. Aqui você vai encontrar uma quantidade quase absurda de turistas, restaurantes, bares e confusões. Vai ouvir gente falando inglês, francês, holândes… tudo!

No Rossio estão dois pontos lindíssimos e que merecem algum destaque: O Teatro Dona Maria II que é um marco histórico e foi reformado para conservar a história e a beleza do lugar e a estação do Rossio. Que já foi inclusive palco de filmes e série! E fica já a dica, aqui na Estação do Rossio é onde você pega o Comboio (trem) que vai para Sintra. É uma viagem de pelo menos 1h, pelo menos… mas ela pode ser feita. 

Quando você atravessar a zona do Róssio pense sempre que ao lado estão os bairros/freguesias: Castelo, Santa Maria Maior, Mouraria e Sé. Aqui vocês vão encontrar restaurantes maravilhosos e tradicionais como o Zé da Mouraria –  Bom Bacalhau e o Velho Eurico – Bagaço e Bacalhau à Brás de revirar os olhos.  Mas isso é ali ao lado, vamos falar mais em baixo. 

Terreiro do Paço no final da rua Augusta - o que visitar em lisboa - BVML
Terreiro do Paço no final da rua Augusta – Lisboa

O que visitar em Lisboa na Baixa e no Rossio 

Se você não é adepto a turistar sozinho, aproveite e já reserve um tour pela Baixa em Lisboa!

Alfama, Castelo & Graça

 Alfama é um dos bairros mais antigos de Lisboa e eu diria que é mesmo imperdível por tudo que ele representa na história e no tempo da cidade de Lisboa. 

Além dos mirantes famosos como o miradouro de Santa Luzia e as Portas do Sol, você poderá contar com as melhores casas de fado de Lisboa e com o famoso Castelo de São Jorge.

Castelo de São Jorge - o que visitar em lisboa - BVML
Castelo de São Jorge – Lisboa

Junto a Alfama, temos a região ao redor do Castelo para explorar e o bairro da Graça que não deixa de ser residencial mas que tem muitos restaurantes e vielas. Os arredores do miradouro da Graça e a capela de Nossa Senhora do Monte, valem o seu tempo para conhecer e quem sabe experimentar a gastronomia local?!

O que visitar em Lisboa no Bairro Alfama, Castelo e Graça 

Se você não é adepto a turistar sozinho, aproveite e já reserve um tour gratuito pela Alfama e Graça na Civitatis!

Belém

Belém é um dos bairros históricos de Lisboa que tem como marco os principais pontos turísticos da cidade, além de um plano de fundo bem a cara de Portugal: O Rio Tejo. 

Por lá você encontrará história e muitos pontos turísticos famosos como a Torre de Belém, o Padão dos Descobrimentos e o Mosteiro de Jerônimos, além de aproveitar uma das delícias mais autênticas de Portugal, o Pastel de Belém.

Torre de Belém - o que visitar em lisboa - BVML
Torre de Belém – Lisboa

Para não falar, que “a atualidade não alcançou o bairro de Belém”!

Não esqueça de visitar a Lx Factory que tem uma pegada totalmente alternativa, instagramável e atual para o seu passeio por Lisboa e que fica bem ali em Alcântara. Como dica e para os mais animados, dá para ir a pé do LX Factory para Belém.

O que visitar em Lisboa no Belém

Se você não é adepto a turistar sozinho, aproveite e já reserve um tour gratuito pelo Bairro Belém com a Civitatis!
Lx Factory - o que visitar em lisboa - BVML
Lx Factory – Lisboa

Parque das Nações

Se você quer ver a Lisboa do agora e que de tudo não remete ao passado, então, você deveria dar um pulo no Parque das Nações. A região inspira modernidade e atrações tecnológicas, o que antes não passava de uma região industrial largada às traças, hoje tem arquitetura de ponta, junto a jardins encantadores. 

E tudo isso, um pouco mais afastado do centro de Lisboa e as margens do Rio Tejo.

Parque das Nações- o que visitar em lisboa - BVML
Parque das Nações – Lisboa

O que visitar em Lisboa no Parque das Nações

  • Oceanário de Lisboa
  • Gare do Oriente
  • Street Art
  • Pavilhão do Conhecimento
  • Jardins D’ Água
  • Ponte Vasco da Gama
  • Jardim Garcia de Orta
  • Caminho Da Água
  • Feira Internacional de Lisboa – FIL
  • Teleférico do Parque das Nações
  • Torre Vasco da Gama
  • Parque do Tejo
  • Centro Vasco Da Gama

E por falar em experiências no Parque das Nações você não pode perder a oportunidade de visitar a Torre Vasco da Gama e passar pelo Novo Rooftop de Lisboa que também é um bar.

 Confere só a experiência do Edson Bossi por lá e me diz senão dá vontade de ir.

@edsonbossi

🇵🇹 Um novo Rooftop de 360graus acaba de ser inaugurado em Lisboa e você não pode perder esse lugar incrível. O rooftop fica localizado no Torre do Vasco da Gama e o ticket de entrava custa 10€ até as 18h e depois desse horário o preço é de 15€ consumíveis no local. 🍸 Babylon Bar 📍Parque das Nações Eu amei muito conhecer e esse se tornou meu Rooftop preferido em Lisboa. Você já visitou?

♬ som original – Edson Bossi

Marquês de Pombal, Rato & Saldanha

A região que passa aquela sensação de modernidade e nobreza, onde reflete em cada esquina o que o significado de nobreza carrega. Desde os melhores restaurantes, boutiques de designers, salas de concerto até casas de Art Nouveau, Jardins bem cuidados e galerias que apresentam artistas como Paula Rego e Rembrandt. 

E não vamos esquecer de mencionar a famosa Avenida da Liberdade toda arborizada que tem lá o seu charme, trocando em miúdos é uma região que facilmente você gastaria em um dia “turistando” por Lisboa.

O que visitar em Lisboa no Marquês de Pombal, Rato & Saldanha

  • Museu Calouste Gulbenkian
  • Casa – Museu Medeiros e Almeida
  • Centro de Arte Moderna
  • Sky Bar
  • Parque Eduardo VII
  • Estufa fria
  • Jardim Botânico
  • Mãe d’ Água
Se você não é adepto a turistar sozinho e achou interessante essa região, aproveite e já reserve um tour gratuito pela Lisboa contemporânea com a Civitatis!

Estrela, Lapa e Alcântara

Regiões super tranquilas que abrigam mansões do século XVIII, antiguidades, boutiques e galerias. 

Com um ar de modernidade, você também vai encontrar junto ao rio, a Doca de Santo Amaro, que outrora fora repleta de armazéns industriais e que hoje contempla uma nova era com bares, restaurantes e discotecas bem modernas por sinal.

Ponte 25 de abril- o que visitar em lisboa - BVML
Ponte 25 de Abril – Lisboa

O que visitar em Lisboa no Estrela, Lapa e Alcântara

E de quebra a minha digníssima faculdade IADE, onde curei Marketing e publicidade. O prédio também é lindo e uma atração à parte! 

Se você não é adepto a turistar sozinho e achou interessante essa região, aproveite e já reserve um tour gratuito pela Lisboa desconhecida com a Civitatis!

Lisboa em 2, 3 e 5 dias

Agora sim, dentre todas as opções acima, já sabe quais são as sugeridas de acordo com o tempo que você tem na capital dos tugas? (Aqui em Portugal falamos tugas, para indicar os portugas e zucas, para falar dos brasileiros. É o que é, doa a quem doer 😂). 


Então sem mais conversas e já com muitos anos de estrada por estas caras estradas portuguesas, aqui vai: 

Lisboa em 2 dias

2 dias em Lisboa vai te pedir por mais, vai saber à pouco. Como dizemos por aqui! Mas já é melhor que nada. Mas para início de conversa, leve sempre em consideração onde você vai se hospedar e os horários dos seus voos, ok? 

Aqui está um roteiro sugerido:

Dia 1: Explorando o Coração de Lisboa

elevador de santa justa - o que visitar em lisboa -BVML

Manhã:

1. Bairro Alto e Chiado: Comece o dia explorando o Bairro Alto e o Chiado, conhecidos por suas ruas apertadinhas, lojas de moda e da moda, livrarias históricas e cafés charmosos. Não deixe de visitar a livraria Bertrand, a mais antiga do mundo em funcionamento. Não esquece de passar na Brasileira do Chiado para abraçar o Fernando Pessoa e tirar foto!

2. Elevador de Santa Justa: Suba no Elevador de Santa Justa para ter uma vista panorâmica de Lisboa a partir do miradouro no topo. As vistas são deslumbrantes!

3. Almoço: Desfrute de um almoço típico português em um dos muitos restaurantes tradicionais do Chiado. Experimente pratos como bacalhau à brás,

Já conheces TheFork? Uma app para descobrir e reservar os melhores restaurantes perto de ti com uma seleção de milhares de restaurantes para escolheres! Reserva já com o meu código de referência 8067BD95 e recebe 2000 Yums= 25 €. Descarrega a app: https://tfk.io/1uk7tvbo

Tarde:

1. Baixa de Lisboa: Passeie pela Baixa de Lisboa, admirando a arquitetura pombalina e os grandes espaços abertos, como a Praça do Comércio. Em algumas épocas a praça fica iluminada ou recebe eventos, como no Natal e na passagem de ano. Visite o Arco e a Rua Augusta, uma rua de pedestres repleta de lojas e cafés. O arco é baratinho, custa 4,5 euros e você entra pela parte de trás da praça, à sua direita. Fique atento aos horários!

2. Praça do Rossio e Alfama: Faça uma pausa na Praça do Rossio, um dos pontos de encontro mais famosos da cidade, e admire a bela arquitetura do Teatro Nacional D. Maria II. Teatro esse que é lindíssimo e abriu as portas em 13 de abril de 1846. Circule pela zona até dar no Castelo de São Jorge! Faça uma visita e vá descendo pelo outro lado para explorar os Miradouros da Graça, Porta do Sol e Santa Luzia. Eita cidade para ter Miradouro.

3. Aproveite o pôr do Sol na baixa de Lisboa ou na zona Ribeirinha. Há diversos restaurantes e bares gostosos como o Ferroviário. Aproveite e jante por lá.

4. After Party (or not): Se for para descansar para o outro dia, aproveite as noites gostosas de Lisboa e vá andando para a sua hospedagem – se não for tãoooooooo longe assim. Se a ideia for beber uns copos, aqui vão as minhas sugestões: Pink Street ou Rua Rosa, tem bar e buteco para gregos e troianos e muitos restaurantes de rua, além do Mercado da Ribeira que fica ao lado.

Dia 2: Descobrindo a História e a Cultura de Lisboa

Manhã:

1. Castelo de São Jorge: Comece o dia explorando o Castelo de São Jorge, uma das atrações mais emblemáticas de Lisboa. Caminhe pelas muralhas antigas, visite as torres e desfrute das vistas deslumbrantes sobre a cidade.

2. Alfama: Passeie pelo pitoresco bairro de Alfama, conhecido por suas ruas estreitas e sinuosas, casas coloridas e atmosfera tradicional. Não deixe de visitar a Sé de Lisboa, a catedral histórica da cidade.

3. Miradouros: Descubra alguns dos miradouros mais encantadores de Lisboa, como o Miradouro das Portas do Sol e o Miradouro da Graça, para vistas panorâmicas de tirar o fôlego sobre a cidade.

Tarde:

1.Almoço: Desfrute de um almoço ao ar livre em um dos restaurantes da Alfama, saboreando pratos de comida tradicional portuguesa, como sardinhas grelhadas ou cozido à portuguesa.

2. Exploração adicional: Se houver tempo, visite o Mercado da Ribeira, conhecido como Time Out Market, para uma experiência gastronômica única, ou faça um passeio de bonde pelo bairro histórico de Belém.

3. Despedida de Lisboa: Antes de partir, faça uma última caminhada pelas ruas de Lisboa, aproveitando para comprar lembranças ou fazer um último café em uma das charmosas esplanadas da cidade.

Lisboa tem trânsito? Siiiiiiim. Às vezes nem nós que andamos por aqui todos os dias conseguimos entender de onde sai tanto carro, tanta gente, e tanta lentidão. Ainda mais na região da aeroporto. A não ser que você queira perder o voo e ir para nossa próxima dica. 3 Dias em Lx…

Então fica esperto e faz tudo com calma

Lisboa em 3 dias 

Tem 3 dias? Já começamos a ter mais algum tempo…

Dia 1: Explorando o Centro Histórico de Lisboa

miradouro de santa luzia - o que visitar em lisboa -BVML

Manhã:

Castelo de São Jorge: Comece o dia explorando o Castelo de São Jorge, um dos marcos mais icônicos de Lisboa. Caminhe pelas antigas muralhas, desfrutando das vistas panorâmicas da cidade. Dica romântica: Se hospedar no Solar do Castelo – Lisbon Heritage Collection. <3

Alfama: Em seguida, perca-se por Alfama, o bairro mais antigo de Lisboa. Explore suas vielas estreitas, igrejas antigas e lojas de artesanato. Vá ao Miradouro do Recolhimento, dá para ver o cais de Santa Apolônia e tirar fotos lindas, e ainda tem um parque infantil para dar uma cansada, digo divertida, nas crias. Ande no Elétrico 28, o tradicioinal “bondinho”, na minha linguagem, que atravessa Alfama lotado de gringo. Acho que os próprios Lisboetas nem se atravem a subir no 28.

Miradouro de Santa Luzia e da Graça: Faça uma parada no Miradouro de Santa Luzia para apreciar as vistas deslumbrantes sobre o rio Tejo e a cidade de Lisboa e depois vá caminhando a pé (subidinha suave) até o Miradouro da graça. Pare para tomar um café, uma cerveja ou só para ver a linda lixboaaa que parece até calma vista de cima.

Não se esqueça de colocar na lista, de alguma forma: A casa dos Bicos, Museu da Amália Rodrigues, Panteão Nacional, Museu do Fado e o Museu do Azulejo. Fica tudo nas zonas adjacentes, sendo o Museu do Azulejo um museu um pouco mais distante, recomendo ir de Uber, já que ainda tem uma boa caminha da estação de Santa Apolónia até lá.

Tarde:

Praça do Comércio: Dirija-se à Praça do Comércio, uma das maiores praças da Europa, e admire a estátua de D. José I e o Arco da Rua Augusta (vale a pena subir lá em cima) e termine o dia conhecendo o Centro Interpretativo do Bacalhau. Vale muito a pena a visita!

Passeio pela Rua Augusta: Caminhe pela Rua Augusta, uma das principais ruas comerciais de Lisboa, repleta de lojas, cafés e artistas de rua. Vale a pena também conhcer o Museu do Dinheiro perto do Paço do Concelho. É só fazer um ligeiro desvio da Rua augusta!Detalhe: O museu do Dinheiro é gratuito.

Almoço na Baixa: Desfrute de um almoço em um dos restaurantes da Baixa, experimentando pratos tradicionais portugueses, como bacalhau à brás ou uma sopa de mariscos. Vale a pena passar pela A Manteigaria – Fábrica de Pastel de Natas (Vulgo igual o Pastel de Belém – que ninguém leia essa parte!)

Dica: Food Tour de Lisboa Sabores e Tradições – Passa pelo Mercado da Ribeira, Confeitaria Nacional e muito mais com degustação incluída!

Tarde/Noite:

Passeio pelo Rio Tejo: Termine o dia com um passeio relaxante ao longo do Rio Tejo, desfrutando das vistas do pôr do sol. Você pode ir para o Cais das Colunas no Terreiro do Paço e ver as ondas do Rio batendo no “calçadão”, pode ir caminhando do Terreiro do paço até o Cais de Sodré ou experimentar um passeio de barco ao Pôr do Sol no Rio Tejo com uma bebidinha para brindar. Este é top dos tops!

Jantar no Bairro Alto: Desfrute de um jantar em um dos restaurantes do Bairro Alto, conhecido por sua animada vida noturna e variedade de opções gastronômicas. (Isso não é sobre comida! Proibidão +18 hahaha)

Dia 2: Descobrindo os Tesouros de Belém

Manhã:

Mosteiro dos Jerónimos: Comece o dia visitando o Mosteiro dos Jerónimos, uma obra-prima da arquitetura Manuelina. Explore os claustros, a igreja e a sala do capítulo.

Torre de Belém: Em seguida, dirija-se à Torre de Belém, um ícone de Lisboa e Patrimônio Mundial da UNESCO. Explore os diferentes níveis da torre e desfrute das vistas do Rio Tejo.

Pasteis de Belém: Faça uma parada na famosa pastelaria Pasteis de Belém e saboreie os autênticos pasteis de nata, uma iguaria portuguesa.

Tarde:

Museu Nacional dos Coches: Visite o Museu Nacional dos Coches, que abriga uma das coleções mais importantes de carruagens do mundo, incluindo carruagens reais do século XVIII.

Passeio pelo Rio Tejo: Faça um passeio de barco pelo Rio Tejo, partindo de Belém. Aproveite para ver a cidade de uma perspectiva diferente e admirar as vistas da costa.

Almoço em Belém: Desfrute de um almoço em um dos restaurantes à beira-rio de Belém, saboreando pratos de frutos do mar frescos.

Tarde/Noite:Exploração Adicional de Belém: Passeie pelos jardins do Palácio de Belém ou visite o Centro Cultural de Belém para uma exposição de arte.

Pôr do Sol em Belém: Termine o dia assistindo ao pôr do sol no Padrão dos Descobrimentos ou no Cais das Colunas, antes de retornar ao centro de Lisboa.

Dia 3: Cultura e Modernidade em Lisboa

Manhã:Museu Nacional do Azulejo: Comece o dia visitando o Museu Nacional do Azulejo, onde você pode aprender sobre a história e a arte do azulejo em Portugal.

Parque das Nações: Em seguida, dirija-se ao Parque das Nações, uma área moderna de Lisboa construída para a Expo ’98. Explore o Oceanário de Lisboa, o Pavilhão do Conhecimento e o Teleférico.

Almoço no Parque das Nações: Desfrute de um almoço em um dos restaurantes do Parque das Nações, saboreando pratos da culinária portuguesa ou internacional.

Tarde/Noite:Compras na Baixa: Passe a tarde fazendo compras na Baixa de Lisboa, onde você encontrará uma variedade de lojas, desde boutiques de moda até lojas de souvenirs.

Jantar em Alfama: Termine o dia com um jantar em um dos restaurantes de Alfama, sabore

Lisboa em 5 dias 

Dia 1: Explorando o Centro Histórico de Lisboa

Manhã:

Castelo de São Jorge: Comece o dia explorando o Castelo de São Jorge, um dos marcos mais icônicos de Lisboa.

Alfama: Rua, miradouros, comida, cerveja… veja aqui em cima na dicas de menos dias mais coisas para fazer. Deixo aqui uma boa lista também! Só para te ajudar no roteiro: Excursão gastronômica para grupos pequenos em Lisboa com 18 degustações no bairro de Alfama

Miradouro de Santa Luzia e Miradouro da Graça. Dá para andar de Tuktuk com muita emoção!

Tarde:

Praça do Comércio

Passeio pela Rua Augusta e Arco da Rua Augusta

Almoço na Baixa: Desfrute de um almoço em um dos restaurantes da Baixa, experimentando pratos tradicionais portugueses, como bacalhau à brás ou uma sopa de mariscos.

Tarde/Noite:

Passeio pelo Rio Tejo: Termine o dia com um passeio relaxante ao longo do Rio Tejo, desfrutando das vistas do pôr do sol sobre a cidade.

Jantar no Bairro Alto: Desfrute de um jantar em um dos restaurantes do Bairro Alto, conhecido por sua animada vida noturna e variedade de opções gastronômicas.

Dia 2: Descobrindo os Tesouros de Belém

Manhã:

Mosteiro dos Jerónimos: Comece o dia visitando o Mosteiro dos Jerónimos, uma obra-prima da arquitetura Manuelina. Explore os claustros, a igreja e a sala do capítulo.

Torre de Belém: Em seguida, dirija-se à Torre de Belém, um ícone de Lisboa e Patrimônio Mundial da UNESCO. Explore os diferentes níveis da torre e desfrute das vistas do Rio Tejo.

Pastéis de Belém: Faça uma parada na famosa pastelaria Pastéis de Belém e saboreie os autênticos pastéis de nata, uma iguaria portuguesa.

Tarde:

Museu Nacional dos Coches: Visite o Museu Nacional dos Coches, que abriga uma das coleções mais importantes de carruagens do mundo, incluindo carruagens reais do século XVIII.

Passeio pelo Rio Tejo: Faça um passeio de barco pelo Rio Tejo, partindo de Belém. Aproveite para ver a cidade de uma perspectiva diferente e admirar as vistas da costa.

Almoço em Belém: Desfrute de um almoço em um dos restaurantes à beira-rio de Belém, saboreando pratos de frutos do mar frescos.

Tarde/Noite:

Exploração Adicional de Belém: Passeie pelos jardins do Palácio de Belém ou visite o Centro Cultural de Belém para uma exposição de arte.

Pôr do Sol em Belém: Termine o dia assistindo ao pôr do sol no Padrão dos Descobrimentos ou no Cais das Colunas, antes de retornar ao centro de Lisboa.

Dia 3: Descobrindo os Monumentos de Sintra

Palácio da Pena - o que visitar em lisboa -BVML

Manhã:

Palácio Nacional de Sintra: Comece o dia visitando o Palácio Nacional de Sintra, um dos monumentos mais emblemáticos da região. Explore os seus belos interiores e aprenda sobre a história do palácio.

Quinta da Regaleira: Em seguida, dirija-se à Quinta da Regaleira, uma propriedade única conhecida pelos seus jardins exuberantes, grutas misteriosas e torre invertida.

Almoço em Sintra: Desfrute de um almoço em um dos restaurantes pitorescos de Sintra, saboreando pratos da gastronomia local.

Tarde:

Palácio da Pena: Visite o Palácio da Pena, um dos mais impressionantes exemplos de arquitetura romântica do século XIX. Explore os seus magníficos jardins e desfrute das vistas panorâmicas sobre Sintra e o oceano.

Centro Histórico de Sintra: Passeie pelo encantador centro histórico de Sintra, com as suas ruas estreitas, lojas de artesanato e cafés acolhedores.

Retorno a Lisboa: Regresse a Lisboa no final da tarde e desfrute de um jantar em um dos restaurantes da cidade.

Dia 4: Explorando Outras Regiões de Lisboa

Manhã:

Parque das Nações: Comece o dia explorando o Parque das Nações, uma área moderna de Lisboa construída para a Expo ’98. Visite o Oceanário de Lisboa, um dos maiores aquários do mundo, e maravilhe-se com a variedade de vida marinha. Depois, faça um passeio de teleférico para ter vistas panorâmicas da região.

Tarde:

Mercado da Ribeira (Time Out Market): Dirija-se ao Mercado da Ribeira, também conhecido como Time Out Market, e desfrute de um almoço em um dos muitos quiosques que oferecem uma grande variedade de pratos deliciosos da culinária portuguesa e internacional.

Museu Nacional do Azulejo: Após o almoço, visite o Museu Nacional do Azulejo, onde você pode aprender sobre a história e a arte do azulejo em Portugal. Explore as belas exposições e descubra a importância cultural dessas obras de arte.

Tarde/Noite:

Baixa e Chiado: Passe a tarde explorando a Baixa e o Chiado, dois dos bairros mais vibrantes de Lisboa. Faça compras nas lojas elegantes da Rua Augusta, admire a arquitetura neoclássica e desfrute de um café em um dos cafés históricos de Chiado.

Jantar em Alfama: À noite, jante em um dos restaurantes tradicionais de Alfama, onde você pode desfrutar de pratos autênticos da culinária portuguesa enquanto ouve fado ao vivo, uma experiência única e emocionante.

Dia 5: Mais Exploração em Lisboa

Manhã:

Belém (Continuação): Dedique a manhã para explorar mais a região de Belém. Visite o Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia (MAAT), um dos mais recentes marcos culturais de Lisboa, que apresenta exposições contemporâneas de arte, arquitetura e tecnologia. Depois, faça uma caminhada relaxante pelos jardins do Palácio de Belém, a residência oficial do Presidente de Portugal.

Tarde:

Parque Eduardo VII e Marquês de Pombal: À tarde, vá até o Parque Eduardo VII, o maior parque público de Lisboa, e desfrute de um passeio pelos seus jardins bem cuidados e das vistas panorâmicas da cidade. Depois, caminhe até a Praça Marquês de Pombal, onde você pode admirar a estátua do Marquês de Pombal e explorar as lojas e cafés ao redor da praça.

Tarde/Noite:

Bairro Alto e Bica: Termine a sua viagem explorando a vida noturna de Lisboa no Bairro Alto e na vizinha Bica. Experimente os bares e restaurantes locais, onde você pode desfrutar de música ao vivo, petiscos deliciosos e uma atmosfera animada até altas horas da noite.

Depois dessa lista enorme de lugares para visitar e desses roteiros de milhões para conhecer mais sobre Lisboa, só nos resta dar algumas dicas sobre onde você poderá encontrar os ingressos para algumas dessas atrações e passeios extras que você pode querer fazer. 
Para facilitar, você poderá checar os sites: Civitatis, Get Your Guide, Musement, Fever e Viator. Há milhares de passeios turísticos e até ingressos para parte dessas atrações turísticas citadas acima. É só  acessar os sites e pesquisar a opção escolhida.

Wow depois de tanta informações sobre o que visitar em Lisboa aposto que você já tem alguns lugares imperdíveis para visitar, não é?! Depois conta para a gente o que achou. 😎

*Ao reservar com um parceiro através dos nossos links recebemos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog a se manter sempre atualizado com novas dicas de viagem. Obrigada! =)

As melhores soluções para viajar!

➡️🟢Tour gratuito, visitas, ingressos e passeios? Temos!

➡️🟢 Vai de ônibus ou autocarro? Experimente a Flixbus.

➡️🟢 Hospedagem perfeita? Excelentes opções aqui!

➡️🟢 E não se esqueça do Seguro viagem. Em alguns países é obrigatório! ⚠️

“Na realidade, estou interessado em obter um roteriro personalizado.” Entre em contato com a gente 😀 [email protected]