A primeira sensação é de que você está fora do mundo real. De que chegou ao paraíso e nunca mais quer ir embora dali. É o que os nativos moradores de Fernando de Noronha chamam de “euforonha”. Quer conhecer o lugar mais lindo do mundo?

Se você disser pra alguém que já foi a Fernando de Noronha, é provável que te olhem admirado e pensem que você é rico. Se você diz que já foi duas vezes a Noronha, aí passam a ter certeza.

Agora, se você diz que casou na ilha, aí meu filho, todos têm certeza de que você tá nadando na grana!

Mas se eu te disser que você não precisa de tanto quanto imagina pra conhecer esse paraíso, você acredita? Então leia até o final e se prepare pra comprar suas passagens.

Passagens aéreas

Primeiro de tudo, você precisa chegar até a ilha. E isso só dá pra fazer de avião.

As únicas companhias aéreas que transportam passageiro até Noronha são Gol e Azul. E não cobram barato pra isso.

Se você fizer uma pesquisa aleatória por passagens, vai encontrar preços que beiram os 2 mil reais. Mas Karol, com esse valor eu compro uma passagem pra Europa! E você está certíssimo! Eu não estou dizendo que você deve pagar tudo isso por uma passagem nacional.

O que eu quero dizer é: você precisa ficar de olho porque existem promoções durante o ano . E aí que aparece a grande chance de você realizar o seu sonho de conhecer Noronha.

Da primeira vez que fui, em 2013, paguei 259 reais no trecho do Rio a Noronha pela Azul. Dificilmente isso acontecerá hoje em dia, considerando as circunstâncias econômicas do país. Mas, existem uma campanha que se chama Mais Noronha, que tem por objetivo justamente reunir as empresas pra dar descontos em todos os serviços durante a baixa temporada. E isso inclui a Gol e a Azul.

Apesar dessa promoção se iniciar normalmente no mês de fevereiro, promoções são lançadas durante o ano todo. E a melhor forma de conseguir pagar o melhor preço possível é combinando milhas e dinheiro, que foi o que eu fiz. Como assim, Karol? Eu explico.

Se você pesquisar bem, vai achar passagens saindo de Recife por cerca de 600 reais ida e volta, enquanto o valor médio para saídas do Rio de Janeiro, por exemplo, beira os 1800 reais (300% a mais).

É difícil as companhia aéreas fazerem promoção de milhas que inclua Noronha (embora não seja impossível). Mas é super fácil de encontrar promoções de milhas da sua cidade de origem até Natal ou Recife.E quando rolam promoções, é possível encontrar passagens saindo de Natal ou Recife por até 400 reais ida e volta.

Ou seja, se você conseguir voar a uma dessas duas cidades com milhas, seu custo com passagem será muito, mas muito menor do que o valor padrão cobrado. E aí está a primeira economia que você pode fazer.

Hospedagem

A pousada é um dos itens mais caros em Fernando de Noronha e pode acabar pesando muito no seu orçamento. Pensando nisso, fiz um post exclusivo de  como economizar com a hospedagem.

Encontre sua pousada em Fernando de Noronha

Como se locomover

Noronha tem basicamente quatro opções de transporte:

  • Ônibus – Na nossa primeira vez na ilha, como a intenção era economizar ao máximo, fizemos tudo de ônibus. Noronha só tem uma linha, que sai do Porto em direção ao Sueste e vice-versa. Não tem como se perder. A tarifa custa 3 reais. Mas atenção: o ônibus não deixa na beira de todas as praias. Se você quiser ir ao Sancho, por exemplo, ainda vai precisar andar alguns bons 20 minutos pra chegar até o mirante e depois ainda descer a escada que dá acesso à praia (mochileiro sofre). Já nas praias do Porto e Sueste, você desce de cara pra praia. O ônibus circula de 7h às 23:30 com intervalos de 30 minutos. Passamos alguns perrengues, mas conseguimos carona algumas vezes. Em termos financeiros, super valeu a pena.
  • Táxi – O táxi tem valor tabelado em Noronha e você pode consultar os valores aqui. Não é nada barato, principalmente se você considerar que a ilha é pequena e dificilmente você vai ficar mais de 20 minutos dentro dele. E se você estiver sozinho, a facada é ainda maior. Nós usamos táxi apenas pra voltar de restaurantes mais distantes à noite, por ter passado do horário de circulação do ônibus.
  • Aluguel de buggy ou moto – É a opção mais cômoda e também mais cara. A diária do buggy gira em torno de 250 a 300 reais e, somada ao preço da gasolina (que em Noronha passa dos 5 reais), não é muito acessível. Mas se você for em grupo, como fizemos na segunda viagem, super vale a pena. Porque cabem 4 pessoas tranquilamente. Dividindo pra todo mundo, o preço já começa a ficar mais amigável. Já a moto dá pra encontrar pela média de 170 reais a diária. Então se você tem CNH pra moto, pode ser uma boa opção.

 

Dinheiro x Cartão de crédito

Leve dinheiro! Muitos lugares em Noronha não aceitam cartão de crédito e também não é tão fácil encontrar um caixa eletrônico para sacar. Além disso, alguns estabelecimentos, como locadoras de buggy dão desconto se o pagamento for feito em dinheiro (mais uma economia). Esses são os endereços dos bancos ou caixas eletrônicos na ilha:

  • BANCO 24 HORAS – BRADESCO- AEROPORTO

Visa – Visa Eletron – American Express – Maestro – Mastercard – Plus – Cirurus

  • BANCO 24 HORAS – BRADESCO- PROJETO TAMAR

Visa – Visa Eletron – American Express – Maestro – Mastercard – Plus – Cirurus

  • BANCO SANTANDER

Funciona atendimento ao público – 08h00 às 13h00

Banco 24 horas – bancos conveniados

  • Casa Lotérica – atende Caixa Econômica das 08h00 às 20h00
  • Caixa Econômica – Supermercado Noronhão 08h00 às 17h00
  • Banco Bradesco – Padaria Noronha – Caixa para saques
  • Banco do Brasil – Banco Express Correios 08h30 às 15h00

 

Quando ir

Fernando de Noronha possui duas estações bem definidas: uma seca (de agosto a fevereiro/março) e outra chuvosa (de março a julho).

Já fui nas duas e minha dica é: vai na época mais seca, principalmente entre agosto e outubro.

Mas Karol, só posso ir na época chuvosa. Eu sei que minha resposta pode não te agradar muito, mas estou sendo sincera: procura outro lugar no mundo que tenha sol. Hein?

Noronha é linda em qualquer época ano? É.

Época chuvosa significa que vai chover todos os dias, o dia todo? Não, mas pode acontecer. Mas a chuva não é o problema em si.Durante a época chuvosa, o mar fica muito remexido, o que significa que a visibilidade fica péssima e você nao vai ver a Noronha das fotos que te fizeram sonhar em ir até lá. Não vai!!

Algumas praias vão te fazer pensar que você está num lugar comum e que não valeu a pena você gastar seu rico e suado dinheiro naquele lugar caro. É muito possível que você se frustre e pense que sou louca de gostar tanto desse lugar.

Eu pessoalmente prefiro viajar na melhor época de cada lugar, pra aproveitar o máximo possível.

Da última vez que estive em Noronha, em um mês de abril, só não choveu no primeiro dia da viagem (de um total de 10 dias). Choveu inclusive pouco antes do meu casamento. A viagem foi ótima, foi divertida, mas não chegou aos pés de tudo que vivemos na primeira vez, quando fomos em setembro/outubro.

Teve mergulho e passeio de barco cancelados inclusive. No meu casamento, teve ainda convidado que quase não conseguiu chegar, porque o aeroporto fechou e o avião teve que voltar pra Natal. Enfim, um caos que pode ser evitado.

Além do período de agosto a outubro ser seco, quente e com visibilidade perfeita, a partir de setembro já é baixa temporada. Isso significa que você vai pagar menos pra aproveitar a melhor época. Portanto se você quiser realmente ver as paisagens de cartão postal, programe-se para ir em setembro ou outubro.

 

Taxas

A questão mais polêmica de Noronha é a cobrança da taxa de preservacao ambiental de acordo com o tempo de permanência na ilha.

O valor é alto e você tem todo o direito de se indignar a pagar, principalmente quando vir que a ilha não é tão bem cuidada como deveria ser. Mas por outro lado, é uma forma de impedir a degradação causada pelo turismo desenfreado, como ocorre em lugares como a Ilha Grande e a Tailândia.

A taxa pode ser paga antecipadamente pela Internet ou na chegada ao aeroporto. Existem filas separadas no aeroporto pra quem já pagou e é sempre menor do que a de quem ainda vai pagar. Então, se você estiver ansioso pra curtir Noronha, melhor fazer o pagamento antes e imprimir o comprovante pra apresentar lá.

Mas não é só. Além da Taxa de preservação, ainda há a taxa do Parque Nacional Marinho (Parnamar), que custa 99 reais para brasileiros e 198 reais para estrangeiros.

Ao contrário da taxa anterior, esta é válida por 10 dias corridos. E não é obrigatória. Você só paga se quiser visitar as praias que ficam dentro do parque. Lugares como Sancho, Baía dos Porcos, Atalaia, Sueste e Leão estão dentro do parque.

Ou seja, quase todos os lugares mais lindos da ilha. O que significa que você não terá escolha. Ou paga, ou paga. Também pode ser paga pela internet ou num dos seguintes pontos:

1 – Centro de Visitantes do ICMBio – Al. do Boldro, s/n, Boldró

Diariamente das 9h às 21h

2 – Quiosque na praça Flamboyant ao lado da Cia da Lua ;

Diariamente das 14:40h às 22h

3 – Pic Golfinho – Sancho – no acesso ao Mirante dos Golfinhos e Praia do Sancho ;

Diariamente das 8h às  18H30m

 

Quantos dias ficar

Se você gosta de curtir o lugar num ritmo mais tranquilo, recomendo no mínimo uma semana. Dez dias seria o ideal.

Apesar de Noronha não ser muito grande, todas as praias são maravilhosas. E se você quiser curtir todas sem correria, é bom ficar mais de uma semana. Além das praias, Noronha também tem algumas trilhas que também valem a pena. Mas preste atenção porque as trilhas localizadas dentro do Parnamar precisam de autorização para serem feitas.

Encontre sua pousada em Fernando de Noronha

Onde comer

Se Noronha não é um lugar barato, os restaurantes são menos ainda. Acho que depois que se chega na ilha, é com comida que você mais vai gastar.

A minha saída foi: fazer um lanche no almoço com coisas compradas no supermercado e deixar pra comer fora apenas no jantar, gastando de 100 a 120 reais pra duas pessoas (com exceção do Mergulhão, que foi o dobro).

Com essa estratégia, consegui economizar e comer nos melhores restaurantes de Noronha, sem passar aperto. E assim, você também não precisa sair da praia pra comer (nem sempre você vai encontrar algum lugar por perto vendendo comida).

É verdade que até os supermercados por lá são caros. Se você preferir, dá até pra levar alguns itens já na mala, tipo pão, suco, frutas etc.

Mas, Noronha tem algumas opções de lanches que não são tão caras, como tapioca, crepe, açaí ou pizza, que “quebram um galhão” quando o orçamento está apertado:

  • JC – self-service na Vila dos Rémedios
  • Restaurante da Mãezinha – Vila dos Remédios – Oferece comida e lanche. Eu só comi o lanche e em 2013 paguei 20 reais por uma tapioca com suco de laranja. Não é tao barato pra um lanche, mas é mais barato do que jantar em restaurante.
  • Barraca da Tia Regina – na praia do Porto – A tia Regina não é a pessoa mais simpática da ilha. É uma baiana arretada, mas se derrete fácil com um elogio à sua comida. Recomendo o prato de peixe, bem fresquinho, feito na hora. Custa uns 50 reais, mas serve umas 3 ou 4 pessoas tranquilamente.

Se sua viagem não se completa sem que você tenha provado as maravilhas gastronômicas do lugar, confira nossa seleção com os melhores restaurantes de Noronha.

Total de gastos

Então, colocando tudo na ponta do lápis, para 7 dias você irá gastar mais ou menos:

  • passagem de Recife/Natal a Noronha – 600 reais

Dica – quando for reservar o assento, escolha um lugar do lado esquerdo na janela. A vista da chegada na ilha é incrível.

  • Taxa de Preservacao Ambiental – 437,19
  • Taxa Parnamar – 99,00
  • Hospedagem (se estiver em duas pessoas) – 910,00
  • Alimentação (se jantar em restaurantes) – 500,00
  • Passeio de barco – 140,00

Dica – algumas agencias oferecem o transfer de volta gratuitamente se você realizar algum passeio com eles. Procure se informar.

  • Trilha do Atalaia – procure se informar do valor na ilha, pois no momento da publicação deste post a trilha estava fechada, sem data para reabertura.
  • Transporte (se optar pelo ônibus) – 42,00

Total – R$ 2.728,19

Se você acha muito agora, a gente conversa depois que você voltar!

Encontre sua pousada em Fernando de Noronha

Quem mais aí tem Noronha na listinha de viagem? Ficou alguma dúvida? Pergunta aí embaixo!

*Ao reservar com um parceiro através dos nossos links recebemos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog a se manter sempre atualizado com novas dicas de viagem. Obrigada! =)

Quer viajar mais? Cadastre-se aqui e não perca nenhuma dica: